33763062 Gr Sapatos De Baixa Donna Médio Em Carolina 009 5 Mulheres Prata 38 5T8w6qZ1

Ir para página inicial
Luanda

Max: 36°

Min: 25°

33763062 Gr Sapatos De Baixa Donna Médio Em Carolina 009 5 Mulheres Prata 38 5T8w6qZ1 33763062 Gr Sapatos De Baixa Donna Médio Em Carolina 009 5 Mulheres Prata 38 5T8w6qZ1 33763062 Gr Sapatos De Baixa Donna Médio Em Carolina 009 5 Mulheres Prata 38 5T8w6qZ1 33763062 Gr Sapatos De Baixa Donna Médio Em Carolina 009 5 Mulheres Prata 38 5T8w6qZ1

Página Inicial » Notícias » 5 Médio Prata Gr 38 Sapatos De 009 33763062 Donna Mulheres Carolina Baixa Em Educação

28 Fevereiro de 2013 | 16h39 - Actualizado em 28 Fevereiro de 2013 | 16h39

Laboratório Tectónico Salífero pode criar lucros para o país

Inauguração

  • 5 Médio 33763062 De Donna Mulheres Baixa 009 Gr Sapatos Prata Carolina Em 38

Envia por email

Sapatos 38 Médio Mulheres Baixa Em 009 5 Carolina Prata Donna 33763062 De Gr Para compartilhar esta notícia por email, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Corrigir

Para reportar erros nos textos das matérias publicadas, preencha os dados abaixo e clique em Enviar

Carolina Donna Mulheres Médio De Gr Sapatos Em 009 38 33763062 Baixa Prata 5

Luanda – O laboratório Tectónico Salífero, inaugurado hoje, em Luanda, no Campus Universitário, vai servir para criar lucros para a economia do país, em função do estudo da sísmica (natureza), tendo em conta os resultados a serem obtidas pelo trabalho dos estudantes, considerou hoje, quinta-feira, em Luanda, secretário de Estado do Ensino Superior, António Miguel André.

O responsável, que falava à margem da inauguração do laboratório, manifestou-se satisfeito pelo feito, pois desempenhará um papel fundamental no ensino e aprendizagem da sísmica, propiciando uma melhor exploração no domínio petrolífero, fundamental para a economia do país.

Para o responsável, a instituição do ensino superior tem a missão de ensinar, pesquisar e de apoiar a comunidade, acrescentando que a investigação científica aparece aqui como uma virtude extraordinária.

Disse, por outro lado, que a existência de laboratórios do género faz com que os professores investiguem mais e vão em busca de outras referências bibliográficas e comecem a exigir cada vez mais das instituições universitárias.

Por seu turno, o director da empresa patrocinadora do laboratório Statoil, Steinar Pollen, ao discursar no acto, disse que a sua empresa, que opera em Angola há mais de 20 anos, tem como objectivo desenvolver aptidões e competências locais para contribuir no aumento de quadros qualificados.

Referiu ainda que tem a Universidade Agostinho Neto como parceira, iniciando em 2007 com o projecto Iniciativa de Educação Superior Angolana/Norueguesa), que decorre em cooperação com a Universidade Técnica da Noruega e que visa desenvolver um adequado padrão de ensino superior e de pessoal docente na Universidade Agostinho Neto.

Quanto ao objectivo da doação do laboratório tectónico salífero, Steinar Pollen, disse ser para continuar a pesquisa de tecnologia ao mais alto nível da tecnologia salífera na Universidade Agostinho Neto, partilhar e difundir conhecimento entre a industria e a academia, bem como fortalecer a colaboração Statoil/UAN.

“Iremos apoiar a manutenção e os custos do laboratório nos próximos três anos, pois a tecnologia e a competência para o uso de tecnologia foi sempre uma vertente importante da identidade da Statoil”, frisou.